As autoridades norte-americanas encontraram imagens não reveladas sobre o caso da morte de Kurt Cobain, vocalista dos Nirvana. Tudo porque um investigador da polícia de Seattle resolveu mexer nos arquivos, por causa do 20 aniversário da morte do músico.

As imagens são novas, mas não trazem novidades à investigação. Por isso, o caso não será reaberto, adianta a polícia. A porta-voz da polícia, Renee Witt disse, na quinta-feira, que o referido investigador encontrou diversos rolos de fotografias que não tinham sido revelados. «Mas não havia nada de extraordinário em nenhuma dessas imagens», afirmou.

A polícia de Seattle pondera divulgar uma imagem desse material.

O agente resolveu rever o caso para se preparar para responder a eventuais questões que lhe fossem colocadas por jornalistas, a propósito o 20º aniversário da morte de Kurt Cobain. «O investigador voltou aos arquivos para relembrar alguns detalhes. A conclusão do caso não mudou», adiantou a porta-voz.

O corpo de Kurt Cobain foi encontrado em Seattle a 8 de abril de 1994. Terá atirado em si mesmo com uma espingarda de calibre 20. Uma investigação concluiu que, dias antes, o músico tinha consumido uma grande dose de heroína. No início do ano, Cobain já tinha feito uma tentativa de suicídio, tomando uma dose excessiva de tranquilizantes.