Aos 74 anos de idade, com 56 de carreira, Aretha Franklin prepara-se para abandonar os palcos. Irá gravar o seu 42.º disco, com a participação de Stevie Wonder, que deverá ser lançado em setembro e nessa altura deixará os espetáculos.

Devo dizer-vos que me vou aposentar este ano", revelou a cantora em entrevista à estação de televisão norte-americana WDIV Local 4 da cidade de Detroit, onde reside e onde está sediada a editora Motown, que foi o motor da música Soul.

Ainda assim, Aretha Franklin não descartou a hipótese de continuar a fazer discos.

Gravarei, mas este será meu último ano de espetáculos", admitiu a cantora, que na sua carreira venceu 18 prémios Grammy e interpretou algumas das canções mais conhecidas da música Soul, como "Respect", "Chain of Fools", "Baby I Love You", "Spanish Harlem" e "Angel".

Netos e Stevie Wonder

Na entrevista, Aretha considerou estar a viver um momento "amargo e doce ao mesmo tempo", porque a música "é o que fiz toda minha vida", como disse.

Sinto-me muito enriquecida e satisfeita vendo onde começou a minha carreira e onde está agora. Continuarei muito satisfeita, mas não tenciono ficar sentada nalgum lugar, sem fazer nada. Isso não seria bom", reconheceu a cantora.

Aretha Franklin salientou ainda que, em breve, os seus netos irão para a universidade e que tenciona passar mais tempo com eles.

Sobre o seu próximo álbum, o 42.º, afirmou estar "eufórica" para entrar em estúdio e iniciar as gravações.

O disco terá a produção e participação de Stevie Wonder em várias faixas, será lançado em setembro, devendo então Aretha voltar aos palcos para o apresentar, numa curta digressão.

Sobre o álbum, a cantora revelou que será "multidirecional".

Não vou classificá-lo como de um só estilo", sublinhou Aretha Franklin, adiantando que será inteiramente gravado em Detroit, onde vive, e que todas as canções serão originais.

Aclamada, com milhões de discos vendidos ao longo de mais de meio século de carreira, uma das últimas atuações de Aretha Franklin que correu mundo ocorreu em dezembro de 2015. Durante a atribuição dos prémios Kennedy Center, a cantora arrebatou emoções a uma sala cheia, incluindo o ex-presidente norte-americano Barack Obama.