Pharrell Williams diz que a decisão de pagar uma indemnização à família de Marvin Gaye por plágio, na música «Blurred Lines», é um «entrave a qualquer criador que esteja a produzir um trabalho inspirado em alguma coisa».

Em entrevista ao Financial Times, o cantor norte-americano alerta que situações como esta podem ameaçar o futuro, não só na música mas em áreas como a moda e o design: «Se perdemos a liberdade para nos inspirarmos, um dia a indústria do entretenimento como a conhecemos vai congelar devido a questões legais».

O tribunal considerou que Pharrell Williams e Robin Thicke copiaram a música de Marvin Gaye «Got to give it up» quando escreveram «Blurred lines».No entanto, o cantor norte-americano garante que «não há violação» e que as músicas «são diferentes».

Pharrell Williams esteve em silêncio até que a acusação de que era alvo tivesse um desfecho. Agora, Pharrell e Robin Thicke vão ser obrigados a pagar quase sete milhões de euros à família de Marvin Gaye.

Apesar da polémica, «Blurred Lines» é um sucesso e conta já com mais de 374 milhões de visualizações no YouTube.