O músico canadiano Drake parou um concerto, esta quarta-feira, em Sidney, na Austrália, para advertir um espetador apanhado a apalpar mulheres durante o espetáculo.

O rapper mandou os DJ pararem a música e dirigiu-se diretamente ao visado: “Se não parares de apalpar as miúdas, eu vou aí e acabo contigo.”

Não estou a brincar, meu! O que é que se passa contigo? Para de apalpar as miúdas ou eu vou aí e acabo com a tua raça.”

O momento foi captado em vídeo por uma fã do cantor, que partilhou as imagens nas redes sociais. A atitude do cantor está a merecer aplausos de muitos, numa altura em proliferam as acusações de assédio no mundo do espetáculo.

No ano passado, Drake e o rapper The Future foram processados por uma mulher que disse ter sido violada num dos seus espetáculos. A mulher pediu uma indemnização de 25 milhões de dólares (pouco mais de 21 milhões de euros).

 

Há quem diga que o processo levou o rapper a repensar os espetáculos e a tomar atitudes como a desta quarta-feira. Se o sermão que deu ao fã em Sidney merece aplausos de muitos internautas, há também quem culpe a indústria da música, sobretudo do rap, por eventuais excessos no que toca ao tratamento das mulheres. Nas redes sociais, há quem peça mudanças no que respeita à objetificação das mulheres nos videoclips.