Os Bon Jovi foram obrigados a adiar três concertos da sua digressão mundial depois de o baterista Tico Torres ter sido operado de emergência para o tratamento de uma apendicite.

No seu site oficial, a banda norte-americana pediu desculpa por ter falhado o concerto de terça-feira, na Cidade do México, mas assegurou que Torres está a recuperar bem da cirurgia e que os Bon Jovi atuarão na capital mexicana no dia 29 de setembro.

Os espetáculos em Santiago (Chile) e Buenos Aires (Argentina), agendados para esta semana, foram também remarcados para os próximos dias 24 e 26, respetivamente.

Se a recuperação do baterista correr como o previsto, Tico Torres e os Bon Jovi deverão regressar aos palcos a 20 de setembro para participarem no festival Rock in Rio, no Rio de Janeiro (Brasil).

«Por agora vamos ficar com o Tico aqui na Cidade do México até que ele receba alta hospitalar. O David [Bryan] e eu passámos o dia com o Tico no hospital, e ele está muito agradecido pelas vossas preces e orações», escreveu o vocalista Jon Bon Jovi numa mensagem dirigida aos fãs.

«[O Tico] quer que todos saibam que o desejo dele era atuar [na terça-feira]. Ele até prometeu aos médicos que regressaria para a operação assim que o concerto terminasse, mas a decisão dos médicos prevaleceu», acrescentou o líder dos Bon Jovi.

Uma das mensagens de apoio que o baterista recebeu veio de Richie Sambora, o guitarrista que tem estado afastado da digressão mundial dos Bon Jovi desde abril, alegadamente por «problemas pessoais».





Oficialmente, Sambora continua a fazer parte da banda norte-americana, mas nos últimos meses o guitarrista tem trocado vários comentários indiretamente com Jon Bon Jovi, deixando transparecer que a sua ausência estará mais ligada à problemática relação entre os dois músicos.