Miley Cyrus falou publicamente pela primeira vez sobre a tão badalada atuação nos MTV Video Music Awards (VMA) e explicou que apenas «queria fazer história» e deixar a sua marca como «tantos outros» artistas o fizeram antes.

Num vídeo gravado três dias após a galar, mas só agora revelado pela própria MTV, a artista norte-americana desvalorizou a polémica em volta da sua performance. Associações de pais e telespetadores nos EUA criticaram Miley e a estação televisiva, condenando a pouca roupa da artista e a dança «demasiado sexual» com Robin Thicke.

«Eu não dou atenção às coisas negativas porque já vi isto acontecer tantas outras vezes no mundo da música pop. A Madonna já o fez, a Britney já o fez... Toda a gente que atuou nos VMA ou que dê concertos - é isso que procuram, querem fazer história», explicou.

«Eu e o Robin [Thicke] dissemos um ao outro: "Sabes que vamos fazer história agora".»

Miley Cyrus ajuda a colocar «nova» palavra no dicionário

Miley Cyrus acrescentou ainda que nem sequer pensou muito sobre as consequências da sua atuação nos prémios da MTV, e que não entende toda a polémica gerada à sua volta.

«O que é incrível é que agora, três dias depois, as pessoas continuam a falar sobre isto, estão a pensar demasiado sobre o assunto. Estão a pensar mais sobre isto do que eu própria pensei quando o fiz. Eu nem sequer pensei no que estava a fazer, porque eu sou assim mesmo!», contou.

Get More:

Miley Cyrus, Music News