A fadista Alice Maria, que durante muitos anos fez parte do elenco da casa de fados “A Severa”, morreu esta sexta-feira de manhã, aos 85 anos, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, informou a Casa do Artista.

De acordo com a Lusa, o corpo da cantora estará na capela do hospital a partir das 10:00 de sábado e seguirá, às 13:30, para o cemitério dos Olivais, onde será cremado.

Alice Maria cantou durante vários anos nas casas de fado “Tipóia” e “A Severa”, em Lisboa, e participou em vários programas televisivos, tendo celebrizado fados como “Castigo de Deus” (Frederico de Brito) e “Fado Regresso” (Artur Lobato/Casimiro Ramos).

Do seu repertório, parte recuperado em CD, na coleção “Fados do Fado”, da Movieplay Portuguesa, coordenada por José Manuel Osório, fazem parte “Dois Cigarros” (António José Lampreia/Marcha de Alfredo Correiro), “Varinas” (Fernanda de Castro/Frei Hermano da Câmara), “Vem Como és Amor” (Vasco de Lima Couto/Armindo Fernandes), “Vieste Dizer-me Adeus” (Augusto Mascarenhas Barreto/Armandinho) e “Fado Triste” (António Lopes Ribeiro/Frederico de Freitas).

A fadista assinou também várias letras dos fados que interpretou.