Lou Pearlman, o produtor que lançou nos anos 90 grupos musicais como os Backstreet Boys ou os NSync, morreu na prisão, onde estava a cumprir uma pena de 25 anos por burlar investidores em 300 milhões de dólares.

O Departamento Federal das Prisões anunciou que o empresário caído em desgraça morreu na sexta-feira, aos 62 anos. Não adiantou a causa de morte. 

Inspirado pelo sucesso da banda de jovens New Kids on the Block, Pearlman recrutou um grupo de desconhecidos para formarem os Backstreet Boys, que atingiu o sucesso em 1996, transformando-se na banda que mais vendeu. O grupo vendeu mais de 130 milhões de discos, segundo a sua página na internet.

Alguns elementos de outras bandas de Lou Pearlman, como Justin Timberlake (NSync) e Britney Spears, atingiram mais tarde o sucesso através de carreiras individuais.

Lou Pearlman foi condenado em 2008 por fraude e por ter enganado investidores – incluindo os amigos e a família – em mais de 300 milhões de dólares, através de esquemas em pirâmide e esquemas bancários fraudulentos ao longo de duas décadas.

O empresário estava a cumprir a pena numa prisão em Texarkana, no Texas.