A terceira edição do festival de música Amplifest, que decorre entre o próximo sábado e domingo, vai levar aos palcos do Hard Club e do «Mercedes», no Porto, mais de 20 artistas e uma banda surpresa, escreve a agência Lusa.

Para além de 2013 marcar a abertura de um terceiro palco do Amplifest, com a programação a abranger agora o bar O Meu Mercedes é Maior que o Teu, na ribeira da cidade, o festival passa a ter bilhetes diários, ao contrário do que aconteceu nas duas edições anteriores.

Uma das outras novidades é a escolha de uma banda surpresa, apresentada com um ponto de interrogação no cartaz, que vai tocar durante 45 minutos na noite de sábado na sala 2 do Hard Club, algo que um dos organizadores refere que vai passar a ser norma no festival.

«É uma coisa que decidimos fazer no Amplifest de ora em diante, vamos ter sempre uma banda surpresa», explicou à Lusa André Forte, da organização, frisando que o objetivo é que «quem vá para lá não vá à espera de tudo» e se deixe surpreender.

De acordo com a página do evento, «o Amplifest propõe-se a recuperar um pouco desse quase esquecido sentimento de antecipação como parte de toda a "experiência" que o festival pretende proporcionar. Como? Adicionando ao cartaz uma banda que não será revelada até ao preciso momento em que pisará o palco do Hard Club».

A exemplo dos anos anteriores vai existir um espaço para crianças, denominado Amplikids, de modo a que os pais possam desfrutar dos concertos enquanto os filhos estão entretidos.

O evento vai contar com nomes como Deafheaven, Russian Circles, duas bandas que passaram pelo Hard Club também pela mão da organizadora Amplificason durante uma digressão conjunta em maio do ano passado, para além de Aluk Todolo, do projeto Body/Head de Kim Gordon (Sonic Youth) e Bill Nace, e da cantora Chelsea Wolfe.

«Ter entre nós Chelsea Wolfe é brutal. Vamos ter uma Chelsea Wolfe, uma Kim Gordon, os Russian Circles, o Walter do [festival de música holandês] Roadburn a passear entre nós. Vamos poder interagir diretamente com os nossos artistas preferidos», acrescentou André Forte.

Do lado dos nomes nacionais incluem-se a colaboração entre Black Bombaim & La La La Ressonance, HHY & The Macumbas, Katabatic e Utopium.

O Amplifest, com bilhetes diários a 35 euros e de dois dias a 55, começa às 15h00 de sábado com o filme «Black Mass Rising» e termina às 03h00 da madrugada de segunda-feira.

O cartaz completo e os horários do Amplifest 2013:

19 de outubro

Hard Club - Sala 1

- Uncle Acid & The Deadbeats (00h00 - 01h00)

- Deafheaven (21h30 - 22h40)

- Year Of No Light (19h00 - 20h00)

- Zatokrev (17h00 - 18h00)

Hard Club - Sala 2

- HHY & The Macumbas (01h00 - 01h45)

- ? [artista surpresa] (22h55 - 23h40)

- Evangelista (20h15 - 21h15)

- Downfall of Gaia (18h00 - 18h45)

- Exibição do filme «Black Mass Rising» (15h00 - 17h00)

O Meu Mercedes

- DJ Walter Roadburn (01h00 - 03h00)

- Galvano (22h55 - 23h40)

- From The Bogs of Aughiska (20h15 - 21h00)

- Don The Tiger (18h15 - 18h45)

- Aplitalk: «Roadburn» com Walter Hoeijmakers (16h00 - 16h45)

20 de outubro

Hard Club - Sala 1

- Russian Circles (22h30 - 00h00)

- Body/Head (20h30 - 21h20)

- Chelsea Wolfe (18h00 - 19h15)

- Black Bombaim & La La La Ressonance (15h15 - 16h00)

Hard Club - Sala 2

- DJ Amplifest (01h15 - 03h00)

- Pharmakon (00h15 - 01h00)

- Katabatic (21h30 - 22h15)

- Utopium (19h30 - 20h15)

- Aluk Todolo (16h00 - 16h50; 17h00 - 17h50)

- Exibição do filme «A l'Est d'Enfer» com o realizador Matthieu Canaguier (14h30 - 15h15)

O Meu Mercedes

- Putan Club (21h30 - 22h15)

- Thisquietarmy (19h30 - 20h15)

- Amplitalk: «Life on the Road» (16h30 - 17h30)