Os portugueses Buraka Som Sistema e os norte-americanos The Black Keys foram os que mais público atraíram aos respetivos concertos no segundo dia da 8.ª edição do festival Alive, que termina este sábado no Passeio Marítimo de Algés, Oeiras.

Os cabeças de cartaz na quinta-feira, segundo dia do festival, eram os The Black Keys, mas foi aos Buraka Som Sistema que coube a honra de encerrar as atuações no palco principal.

Como já é habitual, a banda portuguesa deu um dos concertos mais enérgicos do festival, para os milhares que não arredaram pé do palco principal.

«O nosso lema é não ficar parado e viver cada dia como se fosse o último», disse a dada altura Kalaf, um dos MC [mestre de cerimónias do grupo], e assim aconteceu.

Num alinhamento que misturou temas de todos os álbuns e do EP de estreia, a banda pôs toda a gente a cantar, dançar e pular ao som de temas como «Hangover (Ba Ba Ba)», «Get Stoopid», «Wegue Wegue», «Vuvuzela», «Yah», entre muitos outros.

À música, os Buraka juntaram um espetáculo de luz e cor, com vídeos a passarem num ecrã colocado no fundo do palco.

Antes, atuaram os cabeças de cartaz The Black Keys. A dupla norte-americana aproveitou o concerto para apresentar «Turn Blue», o seu mais recente álbum, editado este ano. No entanto, os temas mais antigos não foram esquecidos.

O público reagiu efusivamente aos temas mais populares como «Howlin¿ for you», «Gold on the Ceiling», «Lonely Boy» e «Fever», o primeiro single do novo trabalho.

Os Buraka Som Sistema e os The Black Keys tiveram milhares a vê-los, mas o dia não foi todo assim.

À medida que a temperatura descia e o Sol se punha o recinto ia enchendo.

Os MGMT, que também atuaram no palco principal, apresentaram canções do novo álbum, mas não deixaram de fora temas mais antigos como «Kids», «Time to Pretend» e «Congratulations».

Ao longo do dia, o público foi-se espalhando pelas sombras e concertos dos vários palcos e houve até quem aproveitasse para fazer a barba ou cortar o cabelo numa barbearia vintage montada no recinto, uma novidade desta edição.

A 8.ª edição do Alive termina este sábado, com os britânicos The Libertines como cabeça de cartaz.