O filho de David Bowie terá criticado Lady Gaga no Twitter e os internautas criticaram Duncan Jones. Um efeito bola de neve que leva quase três mil retweets desde segunda-feira.

Na segunda-feira, a cerimónia dos Grammys ficou marcada pela homenagem de Lady Gaga a David Bowie, falecido em janeiro, aos 69 anos.

A homenagem ao “camaleão”, um dos pontos altos da cerimónia dedicada à música, não foi, aparentemente, bem conseguido, na opinião do realizador Duncan Jones, filho do cantor, a julgar pela mensagem que este publicou no Twitter:

“Demasiado excitado ou irracional, geralmente visto como consequência de paixão ou entusiasmo excessivo; mentalmente confuso. Raios! Que palavra é esta?”

 

 

Duncan Jones não deu a resposta, mas os internautas encarregaram-se de fazer a sua defesa e acusação. Numa lista de comentários, impossível de reproduzir aqui tal a extensão, destaca-se a defesa da cantora protagonizada pela Lady Teapots:

“É cruel atacar Lady Gaga, que deu tudo (…) Lady Gaga colocou toda a alma e coração nesta atuação, com todo o respeito”

Por seu turno, um internauta que assina como Feral escreveu:

“Foi horrível – desculpem. GG é talentosa mas aquela homenagem falhou completamente o espírito de Bowie.

Liberdade de expressão e liberdade de opinião em síntese no comentário de Darcy Bennett:

“O homem tem direito à sua opinião, especialmente se tivermos em conta [que o tributo] é sobre o pai”.

Já Victoria Theodore escreveu:

“Se calhar gostou da homenagem, se calhar não. O tweet é neutro”.

Com um jogo de luzes que desenhou sobre a sua face os mil e um rostos do camaleónico David Bowie, Lady Gaga ofereceu um espetáculo muito visual e colorido, que cruzou músicas do artista britânico como "Space Oddity", "Changes" ou "Ziggy Stardust", com o grande final a chegar com "Heroes" e a exibição de uma imagem de David Bowie sobre um fundo especial.