Os Thirty Seconds To Mars estão a ser criticados pelos próprios fãs por estarem a pedir aos seus seguidores para tatuarem a letra do novo single no corpo.

No início desta semana, através do seu site oficial, a banda norte-americana desafiou os fãs: quem enviar um vídeo que mostre parte da letra de «Do or Die» a ser tatuada no seu corpo poderá vir a entrar no vídeo do single.

Para além de pedir que a gravação seja feita com a maior qualidade possível e sugerindo o recurso a um tripé, a nota dos Thirty Seconds To Mars exige que os vídeos amadores a concurso incluam imagens aproximadas da zona a tatuar, incluindo o «antes», o «durante» e o «depois» da tatuagem.

Nos mais de 90 comentários a este pedido no site dos Thirty Seconds TO Mars, a grande maioria critica a banda de Jared Leto, acusando-a de «irresponsabilidade» e «extremismo».

«Há miúdos que consideram marcarem-se para sempre porque o Jared lhe pediu para o fazerem. Eu gosto da banda, mas esta não é uma boa ideia», escreveu um fã.

«Adoro-vos, mas acho que esta ideia é estúpida e extrema», «Espero que isto seja uma brincadeira - é uma ideia tão má! Especialmente sabendo como muitos dos vossos são novos e influenciáveis» e «Isto é errado, uma tatuagem é para a vida inteira, não é só para um vídeo» são outras das opiniões que criticam esta nova ação da banda norte-americana.

«Do or Die» é o mais recente single escolhido para promover o novo álbum «Love Lust Faith + Dreams». O disco lançado em maio foi apresentado ao vivo no passado sábado durante o festival MEO Marés Vivas 2013, em Gaia, perante 25 mil pessoas.

Os Thirty Seconds To Mars têm já regresso marcado a Portugal para 29 de outubro, dia em que atuam na MEO Arena, em Lisboa.