A organização do Rock in Rio apresentou, este domingo, o projeto «30 anos, 30 sonhos». A ideia de Roberta e do pai, Roberto Medina, o mentor do Rock in Rio, é apoiar os sonhos de pessoas que os não podem concretizar, tanto em Portugal como no Brasil ou nos Estados Unidos, onde se realiza o festival no próximo ano.

«Amanhã começamos o novo projeto», afirmou Roberta Medina na conferência de imprensa. A filha do fundador do festival revelou que no Brasil a organização já apoiou o sonho de Michael, que quer ser palhaço no Cirque do Soleil, e explicou que não está ainda definido quantos sonhos serão realizados em cada país.

«Este é um projeto muito especial para nós, porque todos os dias vivemos a realização do sonho do Roberto, e temos o privilégio de participar num projeto como o Rock in Rio. Por isso, é com muito orgulho que estamos a apresentar este projeto e que vamos ajudar a mudar a vida de quem ousa sonhar.

Roberta Medina apresentou também uma das embaixadoras do projeto, a atriz Daniela Ruah, que irá escolher um dos sonhos que vão ser realizados em Portugal.

A organização convida as pessoas a candidatar-se a um apoio à concretização do seu sonho através da página oficial do Rock in Rio-Lisboa, onde devem de contar a sua história e dizer que sonho queriam ver realizado.

O projeto social do Rock in Rio já angariou desde 2001 mais de 17 milhões de euros. Em Portugal foram angariados mais de 2,8 milhões, que beneficiaram cerca de 200 instituições, diz a organização.

Festival ultrapassou os 2 milhões de pessoas

O número de pessoas que assistiram ao festival de música Rock in Rio em Portugal já ultrapassou os dois milhões, disse hoje a vice-presidente executiva da iniciativa, Roberta Medina.

«Ontem (na sexta-feira) passámos a meta dos dois milhões de pessoas no Rock in Rio», disse Roberta Medina, ao apresentar o novo projeto da organização, «30 anos, 30 sonhos».