O músico norte-americano Paul Simon vai despedir-se dos palcos aos 76 anos com um último concerto, a 15 de julho, em Londres, foi anunciado esta terça-feira.

De acordo com o jornal The Telegraph, Paul Simon, 76 anos, fará a despedida no Hyde Park, num concerto que contará com vários convidados, entre os quais James Taylor e Bonnie Raitt.

Há dois anos, em entrevista ao jornal The New York Times, Paul Simon afirmou que estava disposto a deixar de dar concertos e que isso seria "um ato de coragem".

"Para mim o mundo do espectáculo não tem qualquer interesse. Nenhum", disse Paul Simon na altura, quando lançava o mais recente álbum, "Stranger to Stranger", que motivou uma digressão.

Nascido em Newark, em 1941, Paul Simon deu os primeiros concertos ainda na adolescência ao lado de Simon Garfunkel, numa dupla artística que o tornaria conhecido na década de 1960 e na qual compôs temas como "The Sound of silence", "Mrs. Robinson" e "Bridge over trouble water".

Depois do fim da parceria, prosseguiu uma carreira a solo, como músico - e também como ator -, tendo editado álbuns como "Paul Simon" (1972), "Still crazy after all these years" (1975), "Hearts and bones" (1983) e "Graceland" (1986).

Conquistou 12 prémios Grammy, o primeiro dos quais em 1968, com Art Garfunkel, pelo tema "Mrs. Robinson".

Em 2003, quando receberam um Grammy de carreira, Paul Simon e Art Garfunkel voltaram a tocar juntos, anos depois do fim da parceria.

Essa atuação acabou por resultar na marcação de uma digressão, intitulada "Old Friends", que terminou em 2004, no Coliseu de Roma.

Paul Simon atuou em Portugal em julho de 1991, no antigo Estádio José de Alvalade, em Lisboa.