Pharrell Williams quer tentar o «impossível». O cocriador de «Get Lucky» (Daft Punk) e «Blurred Lines» (Robin Thicke) revelou à BBC Radio 1 que uma das suas colaborações de sonho seria trabalhar com os irmãos Gallagher, conhecidos por andarem constantemente de costas voltadas e de relações cortadas.

«Quem não gostaria de trabalhar com eles? Sim, com ambos», afirmou Pharrell.

Recorde-se que Liam e Noel Gallagher estão separados desde que se desentenderam em 2009, levando ao fim dos Oasis. Liam e os restantes membros da banda britânica acabariam por formar os Beady Eye, grupo que conta já com dois discos de estúdio.

Na entrevista à rádio da BBC, Pharrell falou também sobre outras colaborações de sonho. O filho do músico e produtor norte-americano chama-se Rocket, nome que está diretamente ligado com as canções de dois gigantes da música: Elton John e Stevie Wonder.

«Ao contrário do que as pessoas possam pensar, o segundo nome do meu filho não é Man. Mas "Rocket Man", do Elton John, teve influência [na escolha do nome], tal como o "Rocket Love", do Stevie Wonder», explicou.

«Respeito muito a música do Elton e adoraria fazer qualquer coisa com ele.»

Quanto a uma nova colaboração com Stevie Wonder, depois da atuação ao vivo na gala dos Grammy Awards, Pharrell adiantou que gostava de poder trabalhar como produtor num disco do autor de «Superstition» e «I Just Called To Say I Love You».

«Adoraria fazer um álbum inteiro com o Stevie Wonder. Isso seria fantástico. Ele não precisa de mim, mas seria fantástico», disse Pharrell.



Após ter vencido quatro Grammys (incluindo o de Produtor do Ano) no final de janeiro, Pharrell Williams poderá voltar a brilhar em mais uma cerimónia de prémios. É que no próximo dia 2 de março o músico vai estar na gala dos Óscares, para interpretar «Happy», tema composto por Pharrell para a banda-sonora de «Gru - O Maldisposto 2» e candidato ao prémio de Melhor Canção Original.