Noite de lotação esgotada no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, e noite em grande para os Pixies e para os seus fãs. De um lado, havia a vontade de mostrar coisas novas e dar rodagem à nova formação do grupo; do outro, havia saudades para matar depois de sete anos de ausência.

Lisboa recebeu de braços abertos uns Pixies de sangue renovado, com a baixista Kim Shattuck a substituir Kim Deal (que saiu da banda em junho), e com a apresentação de canções novas (as primeiras desde há 20 anos).

O rock alternativo heterogéneo - com punk e surf à mistura, e sem grandes enfeites - tem conquistado diferentes gerações de fãs em Portugal, mesmo apesar de o último álbum de estúdio dos Pixies datar de 1991. A alegria de cantar «Here Comes Your Man» ou «Where Is My Mind?» a plenos pulmões não olhou a idades nesta noite de sábado.

De postura e porte imponentes, Black Francis é o homem ao leme de um barco que só podia chegar a bom porto. À energia da «novata» Kim Shattuck juntam-se a experiência e sabedoria do guitarrista Joey Santiago e do baterista David Lovering e, ao fim de quase 1h40 de concerto, pouco ou nada houve a apontar. É certo que «conversa» não existe, mas também é certo que, no final, isso pouco importa - a música falou por si.

A inevitável viagem no tempo arrancou em «Planet of Sound» e teve em «Break My Body», «Here Comes Your Man», «Bone Machine» e «Monkey Gone To Heaven» alguns dos principais momentos de comunhão perfeita entre banda e público.

O exemplo máximo acabaria por surgir já na parte final do concerto, antes da primeira despedida, com «Where Is My Mind?». Cantado do início ao fim por uma plateia que não se esqueceu sequer dos coros outrora assegurados por Kim Deal, o tema de 1988 mostrou como se faz a festa perfeita sem recorrer a efeitos pirotécnicos, confettis ou outros acessórios.

Todo acompanhado pelas milhares de vozes que encheram o Coliseu, o encore de três canções foi celebrado com a noção de que a noite estava a chegar ao fim e ninguém poupou esforços em palco ou na plateia. A alegria com que são recebidas «Hey», «Caribou» e «Gouge Away» confirma também que, apesar da vontade de mostrar material novo, como «Bag Boy» ou «Indie City», é no passado que continuam a viver os maiores trunfos dos Pixies.