Já não há bilhetes para o dia em que os Pearl Jam atuam no NOS Alive. Os ingressos para ver a banda esgotam assim quatro dias depois do anúncio do concerto em terras lusas. 

No dia 14 de julho atuam ainda no festival Franz Ferdinand, Real Estate e Mallu Magalhães.

O concerto da banda norte-americana de rock irá encerrar a digressão europeia da banda de Eddie Vedder, que arranca em junho, em Amesterdão, e vai contar com 14 espetáculos pela Europa.

O festival Nos Alive decorrerá de 12 a 14 de julho em Oeiras e, além dos Pearl Jam, conta com confirmações de presença de Future Islands, Mallu Magalhães, Real Estate, The National e Wolf Alice.

O grupo regressa ao festival onde atuou em 2007 - na primeira edição do NOS Alive - e em 2010. Nesse ano, a banda de Eddie Vedder terminava em Portugal a digressão do álbum "Backspacer", o penúltimo que editou. Depois desse, publicou "Lightning Bolt" (2013).

Em 2012 e em 2014, Eddie Vedder esteve em Portugal para atuar, a solo, nos festivais Super Bock Super Rock e Sudoeste.

Originários de Seattle, os Pearl Jam são uma das bandas-chave do movimento 'grunge' norte-americano. Formados por Eddie Vedder (voz), Matt Cameron (bateria), Stone Gossard (guitarra), Jeff Ament (baixo) e Mike McCready (guitarra), editaram o primeiro álbum, "Ten", em 1991.

Em 2011 celebraram vinte anos com várias reedições, um documentário, "Pearl Jam Twenty", de Cameron Crowe, e um livro com o mesmo título, de Jonathan Cohen e Mark Wilkerson.

Este ano, os Pearl Jam integraram o Rock and Roll Hall of Fame, nos Estados Unidos, e editaram "Let's play two", um álbum ao vivo e um filme-concerto de uma atuação em Chicago.

Os Pearl Jam têm, em 2018, quatro concertos agendados, no Brasil e Argentina e Chile.