Na Europa passou praticamente despercebido, mas nos Estados Unidos o Dodge Challenger SRT Demon causou grande celeuma. E não admira: trata-se do “muscle car” de série mais potente de sempre com um V8 de 6,2 litros.

Os números são impressionantes: 840cv e 1.044 Nm de binário que o lançam nos 0 aos 100 km/h em escassos 2,3 segundos. Escusado será dizer, que não é um carro fácil de domar (o nome diz tudo) e tendo em conta as probabilidades do condutor perder o controlo, a Dodge decidiu lavar as mãos antes de qualquer imprevisto.

E como fez isso? Elaborando um documento de exclusão de responsabilidades, denominado “Demon Acknowledgement Document”, que todos os clientes devem assinar quando compram o carro. O que contém? Cláusulas que protegem a Dodge perante praticamente todas as situações.

Fique com alguns dos pontos que fazem parte do documento.

1. O cliente tem toda a responsabilidade e assume o risco na utilização de todas as carateristicas do veículo, sabendo que a sua má utilização pode terminar em acidente grave ou até mesmo envolver a morte.

2. O cliente tem que perceber todos os manuais do veículo antes de o usar.

3. Se os bancos instalados de fábrica foram removidos, ninguém deve ocupar esse espaço.

4. Se o carro não vêm de fábrica com banco do passageiro, não pode ser instalado à posteriori.

5. O cliente nunca irá utilizar as funções do circuito fora dos circuitos.

6. Os pneus de “drag” não são destinados ao uso em estrada devido à degradação do material.

7. Os pneus de ‘drag’ não devem ser utilizados em piso molhado devido ao risco de aquaplanning.

8. Os pneus de ‘drag’ não devem ser utilizados mais que a 9,4 graus, porque podem danificar-se.

9. Antes de utilizar os pneus de “drag” o cliente vai procurar danos e defeitos.

10. O cliente entende que algumas cores não estarão disponíveis até ao primeiro trimestre de 2018.

11. O cliente utilizará apenas o combustível recomendado.

12. O cliente não apertará completamente as porcas das rodas até que o veículo esteja totalmente assente no chão.

13. O cliente assume todos os riscos associados ao uso do veículo.

14. O cliente aceita que, se a configuração do seu Demon é específica e mais cara que o preço recomendado, vai demorar mais algum tempo a ser entregue porque não estará dentro da lista prioritária de produção.