A corrida pelos recordes entre os hipercarros está ao rubro. O Koenigsegg Arega RS bateu o recorde de velocidade máxima estabelecendo a nova marca em 447 km/h.

A marca foi estabelecida no fim de semana numa estrada pública do Nevada, nos EUA, fechada para este efeito.

O Koenigsegg Agera RS tornou-se o carro de produção mais veloz do mundo batendo a marca que estava na posse do Bugatti Veyron Super Sport – e que era de 431 km/h.

O Hennessey Venom tem um pico de 434 km/h, mas esse registo foi feito em apenas um dos sentidos do percurso onde se tenta bater o recorde.

Ou seja, para haver uma homologação do recorde de velocidade, o carro tem de fazer duas tentativas, cada uma delas em sentido contrário – para ter em conta os fatores externos, como vento, por exemplo.

O Agera RS atinigiu 437 km/h no percurso de ida (por assim dizer) e chergou aos 457 na volta. É esta média que dá o recorde de 447 – e é esta forma de medir que permite o reconhecimento do Guinness.

A Koenigsegg promete mais informação no site, mas foi assinalando o feito, entretanto, nas redes sociais.

No vídeo que o fabricante sueco associou enquanto se espera por mais oficializações, fica também a saber-se que o Agera RS bateu outro recorde dos mais apetecidos e também mais falados do presente.

Desta vez, a luta é com o Chiron e tem a ver com a aceleração e travagem de 0-400-0 km/h. Niklas Lilja já tinha pulverizado os 41.92 segundos do rival com os impressionantes 36.44 segundos.

De acordo com o vídeo do youtuber The Stradman divulgado pela Koenigsegg, o Agera RS colocou a marca em 33.87 segundos.

Esta história dos recordes promete, assim, continuar. Já se sabe que o Bugatti Chiron quer ser o mais veloz de todos (falando-se em velocidades pretendidas na ordem dos 480 km/h), assim como o novo Henessey Venom F5 já se candidatou ao lugar.

É deles a próxima palavra...