A Noruega já conta com mais de mil túneis rodoviários num país caraterizado por uma geografia acidentada cujos fiordes são uma imagem de marca. Trinta e cinco desses túneis já são debaixo de água. Mas a entidade que regula as estradas públicas quer inovar apontando à construção de túneis debaixo de água, mas suspensos, como se de pontes cobertas de tratasse.

A revolucionária via consta da lista de projetos da Administração Norueguesa de Estradas Públicas, mas a infraestrutura foi, a certa altura, posta em suspenso devido a «mudanças de planos regionais». O projeto, porém, parece ter agora ganho nova luz verde para avançar.

A estrutura será composta por dois túneis paralelos – com um sentido de trânsito em cada – a cerca de 30 metros de profundidade. Os cilindros gigantes serão estabilizados por cabos presos a pontões na superfície estando também prevista a fixação ao fundo do mar quando for necessário, segundo o «inhabitat».

O «Autobild» adianta também que este projeto de uma ponte coberta, suspensa e submersa, sem pilares fixos está estimado em 22.750 milhões de euros.

O objetivo é o de descongestionar o recurso aos ferry boats para atravessar a os inúmeros fiordes cujas características geográficas desaconselham a construção de pontes em muitos pontos e cuja paisagem é protegida.