O Range Rover Sport vai receber já no próximo inverno uma série de atualizações, entre as quais (a mais sonante) é a introdução de um motor Diesel de 2 litros com 240cv e 500 Nm.

Este motor, que deverá chegar em breve a outros modelos da Jaguar Land Rover (JLR), é identificado pela designação SD4 e estreia a inclusão de um segundo turbo compressor no motor Ingenium.

É, de resto, o primeiro motor da Jaguar Land Rover a incorporar a tecnologia de turbo compressores sequenciais em série. Promete um consumo médio de apenas 6,2 litros aos cem e emissões de CO2 de 164 g/km.

Os veículos equipados com o novo motor distinguem-se pela sua ponteira de escape dupla. Nas restantes versões será mantida a configuração atual, com uma ponteira de escape em cada lado do para-choques traseiro. Estará disponível nos veículos de cinco lugares independentemente de estarem equipados com suspensão de molas helicoidais ou pneumática.

Da oferta de motores a gasóleo do Range Rover Sport continuam a fazer parte os V6 de 3,0 litros com 258 cv e 600 Nm (TDV6), ou com 306 cv e 700 Nm (SDV6), assim como o V8 de 4,4 litros com 339 cv e 740 Nm.

A gama a gasolina é composta pelo 5.0 V8 Supercharged, sobrealimentado por um compressor mecânico volumétrico, capaz de oferecer 510 cv e 625 Nm, ou 550 Cv e 680 Nm (neste último caso, estando reservado em exclusivo à variante SVR de altas prestações).

Além deste novo motor, o Range Rover Sport passa a contar com novos sistemas de auxílio à condução, como sejam a Assistência Avançada do Reboque, a Assistência nos Ângulos Mortos e o Limitador de Velocidade Inteligente.

No primeiro caso, uma câmara filma a zona traseira, projectando a imagem captada no ecrã de bordo central, para que o condutor possa controlar a direção do reboque através do controlo rotativo do sistema Terrain Response 2.

Em seguida, o próprio veículo direciona o reboque de forma autónoma, colocando-o no lugar desejado, bastando ao condutor controlar os pedais do acelerador e de travão. Além de facilitar as manobras com atrelado, o sistema alerta o condutor caso este se aproxime de uma situação de viragem excessiva, podendo este monitorizar potenciais obstáculos que se encontrem em redor do veículo através do sistema de câmaras panorâmicas.

Destaque ainda para a introdução do sistema InControl Touch Pro, com ecrã táctil de 10 polegadas e funcionamento semelhante ao dos smartphones, ou a função InControl Remote Premium, qu permite monitorizar remotamente o veículo através de uma aplicação específica para smartphone, sendo possível consultar a quilometragem percorrida ou o nível de combustível, bem como destrancar e trancar o fecho central, ou ajustar o sistema de ar condicionado automático.

Por fora, as versões Dynamic passam a contar com vários elementos em preto brilhante (grelha dianteira, grelhas laterais, grelhas no capot, caixas dos espelhos e anagrama no capot e na tampa da bagageira), e com o logótipo “Sport’” e as pinças de travão pintados de vermelho.

Disponível em Portugal a partir do próximo Inverno, o renovado Range Rover Sport será proposto entre nós a partir dos 97.319 euros para a versão 3.0 TDV6 de 248 cv. A versão SD4 de 2 litros chega apenas no início de 2017. Só por essa altura se saberá os preços.