Um raro exemplar do BMW 507, que em tempos pertenceu a Elvis Presley foi recuperado pela BMW e está de regresso em todo o seu esplendor. O bólide será uma das estrelas no concurso de elegância de Pebble Beach, nos Estados Unidos, a 21 de agosto.

Além de ter a particularidade de ter pertencido ao “Rei do Rock”, o roadster que Elvis comprou durante o seu serviço militar na Alemanha, em 1958, na altura com 23 anos, é um modelo raro, pois só foram produzidos 254 exemplares.

O carro chegou a estar “perdido” por mais de cinco décadas, até 2014, quando um colecionador associou o número de chassis aos antigos donos, reconhecendo a importância deste 507.

A BMW de imediato assumiu o “resgate” e a sua recuperação. Passou por oito processos de restauro, incluindo a reconstrução do motor. Foram precisos dois anos para devolver-lhe o estado original, que passou pela troca da pintura, para branco. Elvis fartou-se que as mulheres escrevessem o seu número de telefone no carro, por isso mandou pintá-lo de vermelho. 

O restauro incluiu a produção de algumas peças originais, entre as quais o eixo traseiro, que não era original, o painel de instrumentos, que tinha sido removido ou o motor V8 de 3,2 litros com 150cv. O motor original tinha sido substituído por um V8 de origem Chevrolet.

O último BMW 507 a leilão foi vendido por uns expressivos 1,8 milhões de euros.