Foi “sem querer” ou por acaso que os engenheiros da Ford Performance descobriram o modo “drift” do novo Focus RS, uma das atrações da última geração do mais potente dos Focus.

A revelação foi feita pelo responsável da divisão da Ford Performance,Tyrone Johnson. “Dois engenheiros estavam envolvidos no desenvolvimento do acerto da tração integral até que um deles decidiu tentar uma configuração diferente e resultou algo divertido”, contou.

A partir daqui os engenheiros foram evoluindo as afinações até chegaram ao modo “drift” com que o Focus RS está equipado de série. “Mas nada foi premeditado”, completou.

O modo utiliza o sistema de vetorização de binário, que permite variar a distribuição da força motriz pelos eixos, podendo bloquear 70 por cento da força para o eixo traseiro. Ou passar todo o binário para as rodas traseiras, por exemplo.

“Acho que é só porque somos uns malucos”, brincou Johnson. Mas o modo “Drift” só foi aprovado depois de mostrado ao chefe de desenvolvimento global da Ford, Raj Nair.

O responsável não só gostou da ideia, como também transformou-a num dos principais apelos de marketing do modelo.

O Focus RS dispõe ainda dos modos Normal, Sport e Track (direcionado para utilização em pista, com controlo de estabilidade mais permissivo). O motor é o 2.3 Ecoboost de 350cv.