Este Ferrari 250 GTO de 1963 com o número de série 4153 GT foi vendido por 70 milhões de dólares (cerca da 60 milhões de euros) numa transação particular que atingiu o valor mais alto alguma vez conhecido.

O raro exemplar terá sido comprado por um empresário norte-americano segundo confirmou Marcel Massini, como escreve a «Fox News». O último dono conhecido era o piloto alemão Christian Glaesel que o terá adquirido em 2003.

No ano passado, o Ferrari 250 GTO cinzento com três riscas ao meio e ao longo com as cores da bandeira de França fez a sua última grande aparição publica no Festival de Goodwood. A grande história deste raro automóvel tão apreciado pelas suas linhas como pelo seu comportamento em pista ganha mais um capítulo, desta vez marcado a dólares.

Marcel Massini, um reconhecido historiador da Ferrari, assegura que o 4153 GT poderá chegar aos 100 milhões de dólares. Sem estar envolvida nesta transação, a DK Engeneering restaurou o carro em 1990 e um dos seus responsáveis não tem dúvidas em considerar que este “é um dos melhores 250 GTO em termos de história e originalidade” entre os menos de 40 que foram feitos entre 1962 e 1964.

“O seu período de competição é muito bom. Ganhou o Tour de France [em 1964 com Lucien Bianchi e Geroges Berger] e foi quarto na geral em Le Mans”, recordou James Cottingham com o especialista de aquisições da DK Engeneering a acrescentar mais história: “Correu pela Ecurie Francorchamps, que são uma das mais icónicas e famosas equipas Ferrari independentes. Nunca teve um acidente e altamente original.”

O seu nome próprio vem dos 250 cc por cilindro. Estamos assim perante um motor V12 de 3.0 litros com mais de 300 cv de potência acelerando dos 0 aos 100 km/h em pouco mais de 6 segundos e ultrapassando os 280 km/h de velocidade máxima.

Na lista dos clássicos mais valiosos passam agora a estar três Ferrari e nos dois primeiros lugares estão dois 250 GTO. Este 4153GT destronou o seu semelhante de 1962 com o número de série 3851 GT vendido em leilão em 2014 por 38 milhões de dólares (hoje, cerca de 32 milhões de euros). Também vendido em leilão em 2016, o Ferrari 335 Sport Scaglietti de 1957 (número de série 0674) custou 29,5 milhões de dólares (hoje, 25 milhões de euros”.