O líder do PCP, Jerónimo de Sousa, volta a criticar o Orçamento do Estado para o próximo ano e reitera que o que o país precisa é de uma «política que respeite quem trabalha».

Jerónimo de Sousa diz que «é fácil carregar em quem trabalhou».

O deputado acusa de que «nos bastidores se prepara outro resgate» e garante que vai apresentar propostas alternativas ao Executivo.

Em resposta, Passos Coelho afirma que o Orçamento do Estado para o próximo ano «mostra preocupação e esforço em distribuir os sacrifícios».