A antiga primeira-dama norte-americana Hillary Clinton, pediu sábado em Miami, na Flórida, que as mulheres retirem este domingo a fotografia dos seus perfis nas redes sociais como protesto pela persistente desigualdade de género.

Juntamente com a filha Chelsea, Hillary Clinton convidou as mulheres a visitar a página da internet not-there.org para que surja imediatamente nos seus perfis uma ligação a esta organização que procura criar consciência sobre a ausência da mulher nos círculos políticos, educativos e dirigentes do mundo.

«Devemos chamar à atenção de que as mulheres ainda não estão lá», disse Hillary Clinton que figura como uma possível candidata democrata para as eleições presidenciais norte-americanas em 2016.

A mesma responsável manifestou que, apesar dos avanços das últimas décadas, as mulheres e raparigas são as mais afetadas nas questões de saúde e alimentação, bem como as que são mais mal remuneradas.