Uma mulher fez-se explodir num mercado em Biu, uma cidade no norte da Nigéria, tendo provocado vários mortos e feridos, segundo testemunhas no local citadas pela Reuters.

Até ao momento ainda não foi possível confirmar o número de vítimas mortais, segundo as declarações do líder da comunidade nigeriana, Ali Mai Biu.

A explosão aconteceu no estado de Borno, onde está sediado o grupo extremista Boko Haram, que tem realizado atentados sangrentos na região do norte do país. Os radicais têm obrigado frequentemente mulheres e crianças a usar cintos de explosivos, numa campanha que o presidente nigeriano já classificou como «desumana».