Rehman Malik and a PML-N MNA thrown off flight... por PakistantvTV

Um grupo de passageiros impediu o ex-ministro do Interior do Paquistão, Rehman Malik, e um membro da Liga Muçulmana do Paquistão, Ramesh Kumar Vankwani, de seguirem no avião que voava de Karachi para Islamabad depois de se terem atrasado duas horas a embarcar no voo. Durante esse período de tempo, os restantes passageiros foram obrigados a esperar no interior da aeronave. E não hesitaram: impediram Malik e outro político de entrarem a bordo, noticia a BBC News.

«Devia ter vergonha!», grita um dos passageiros do voo da Pakistan International Airlines que seguia, na segunda-feira, de Karachi para Islamabad.

Um vídeo partilhado na Internet permite ver o momento em que o ex-ministro se tenta aproximar do avião, sendo recebido com gritos das pessoas que já estavam a bordo.

Os passageiros impediram que Rehman Malik e Ramesh Kumar Vankwani seguissem no voo, exigindo-lhes não só um pedido de desculpas mas fazendo também críticas ao estado da nação. «Aguentámos durante 68 anos. Vamos aguentar outros tantos?», ouve-se um dos passageiros a gritar para Rehman Malik, à medida que este se afasta da porta de embarque. «Nós já não queremos saber», frisa o passageiro. «Você já não é ministro!», acrescenta para Malik, que foi ministro do Interior do Paquistão entre 2008 e 2013.

Quanto a Ramesh Kumar Wakwani, que já estava dentro do avião, foi obrigado a levantar-se do assento e abandonar o aparelho, enquanto as pessoas gritavam «vergonha, vergonha, vergonha». Quando o político saiu do aparelho, a maioria dos 250 passageiros aplaudiu.

O voo de Karachi para Islamabad, capital do Paquistão, acabou por seguir sem que os dois políticos tivessem tomado os lugares e também sem o pedido de desculpas exigido pelos passageiros a Malik, que utilizou a rede social Twitter para pôr as culpas nas linhas aéreas paquistanesas (PIA).

No Twitter, Rehman Malik acusa a Pakistan International Airlines do atraso, mas a justificação tem motivado inúmeras acusações partilhadas na rede social.





Como resposta à pergunta feita por Malik: «Quem deve arcar com as culpas pelo atraso?», que o próprio diz ser a PIA, muitos paquistaneses acusaram o ex-ministro e o Governo a que pertenceu de terem destruído a companhia aérea. Outros, irónicos, ofereceram-se para comprar um relógio aos dois políticos, e outros ainda mostraram-se indignados contra aquilo que dizem ser uma «cultura VIP» em voga no Paquistão.

Desconhecem-se, até ao momento, as razões que motivaram este longo atraso.

De acordo com a BBC, a PIA justificou-se dizendo que, devido a questões técnicas, o voo se atrasou 90 minutos e que, depois, dois dos funcionários de bordo provocaram um «atraso desnecessário» e foram suspensos.


PML(N) minorities MNA Dr. Ramesh Kumar Vankwani... por minator90210