O Presidente russo, Vladimir Putin, telefonou na quinta-feira ao homólogo norte-americano, Barack Obama, para falar dos desenvolvimentos no Médio Oriente, ligados ao grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico, e da situação na Ucrânia, anunciou a Casa Branca em comunicado.

Os dois chefes de Estado debateram também a “situação cada vez mais perigosa na Síria” e sublinharam a importância de manter a unidade das potências internacionais nas conversações com o Irão para evitar que o país se dote de armas nucleares.

O Irão e o grupo 5+1 (Estados Unidos, China, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) entram no próximo fim de semana, em Viena, e sem garantia de êxito, na reta final de uma maratona de negociações para fechar o espinhoso dossiê nuclear iraniano antes do prazo de 30 de junho.