É o primeiro cidadão alemão a morrer, mas a segunda pessoa a falecer em território germânico na sequência de uma infeção provocada pelo coronavírus MERS (Síndrome Respiratória do Oriente Médio). O homem de 65 anos morreu a 6 de junho no hospital da cidade de Ostercappeln, depois de ter ficado doente durante uma visita a um mercado de animais em Abu Dhabi em fevereiro.

O sexagenário chegou a estar em quarentena no hospital de Osnabruck e conseguiu superar a infeção, mas veio a contrair outra doença pulmonar e morreu. Cerca de 200 pessoas que estiveram em contato com este homem foram submetidas a testes e nenhuma está contaminada.

Este é o segundo caso de morte relacionada com o MERS na Alemanha. Em março de 2013, um homem de 73 anos, oriundo dos Emirados Árabes Unidos, morreu em consequência da doença em Munique.

Na Arábia Saudita, mais de 950 pessoas foram contaminadas com o vírus, e 412 morreram desde 2012. Recentemente, a Síndrome Respiratória do Oriente Médio foi registrada na Coreia do Sul. O último balanço dá conta de 19 mortes e 154 casos de contaminação, dos quais 17 foram declarados como curados.