A direção dos socialistas espanhóis (PSOE) decidiu expulsar 10 militantes que utilizaram, sem declarar, cartões de crédito da Caja Madrid e que ainda não tinham pedido a suspensão voluntária do partido.

Entre os militantes expulsos está o ex-ministro socialista Virgilio Zapatero, explica o PSOE em comunicado, referindo que a decisão, provisória, foi tomada depois da investigação iniciada pela Comissão Executiva Federal, na sequência da divulgação do polémico caso.

À expulsão dos 10 militantes soma-se a suspensão voluntária de seis outros, que abandonaram o partido depois de se conhecer o seu envolvimento neste caso, um dos mais polémicos do passado recente em Espanha.