As Nações Unidas manifestaram preocupação pelo alegado «uso excessivo da força» das autoridades venezuelanas para terminarem «protestos pacíficos» no país.

«Condenamos toda a violência, de todas as partes na Venezuela, mas estamos particularmente preocupados pelos relatórios sobre o excessivo uso da força pelas autoridades, em resposta aos protestos», disse sexta-feira, em Genebra, o porta-voz da Alta Comissária para os Direitos Humanos da ONU, Navi Pillay.

Em declarações aos jornalistas, Rupert Colville explicou que aquele organismo recebeu várias denúncias diretas de manifestantes, familiares e advogados, entre elas pela falta de informação sobre o paradeiro de alguns detidos durante uma operação levada a cabo na última quinta-feira, em que as autoridades venezuelanas desmantelaram vários acampamentos e detiveram 243 pessoas.