Uma escrivã de polícia brasileira foi morta à facada enquanto registava o depoimento de um homem suspeito de violar duas filhas, em Caxias, cidade do Maranhão, no Brasil. A mulher, de 33 anos, foi atingida com uma facada no peito, do lado esquerdo, que lhe terá sido fatal.

De acordo com a polícia, o homem feriu ainda uma investigadora, antes de fugir. Esta agente está internada, mas livre de perigo.

A família da escrivã parece ser marcada pela tragédia. De acordo com a Record, o irmão morreu no ano passado, vítima de um acidente de aviação.

As autoridades investigam agora as circunstâncias do homicídio da escrivã, nomeadamente como é que o suspeito estava a ser interrogado na esquadra e tinha na sua posse uma faca. As autoridades investigam ainda as razões que levaram a escrivã a ficar sozinha com o suspeito.