O Vaticano é o país do mundo onde se consome mais vinho, concluiu um estudo do Wine Institute, avança o jornal britânico «The Independent».

Em média, cada habitante do Estado do Vaticano bebe 74 litros de vinho por ano, o que corresponde a cerca de 105 garrafas. Este número é o dobro da quantidade que se consome em França e Itália. E o triplo do consumido no Reino Unido.

A justificação do Vaticano é que para além do vinho que se bebe na comunhão, também as características da população contribuem para este elevado número. Os seus habitantes são geralmente homens, mais velhos, bastante instruídos e habituados a fazer refeições em grupos grandes, o que proporciona maior consumo de vinho.

O Vaticano, com apenas 44 quilómetros quadrados, tem cerca de 800 habitantes e um único supermercado, onde o vinho é cobrado praticamente sem IVA.