Mais de 650.000 jovens sul-coreanos apresentam-se esta quinta-feira ao exame nacional de acesso à universidade, uma prova com implicações no trânsito e nos horários de trabalho em todo o país, mobiliza as forças de segurança e até atrasa voos.

O exame, que se prolonga por nove horas em 1.257 centros da Coreia do Sul conta com 650-747 inscrições, indicam os dados do Ministério sul-coreano da Educação.

A prova de aptidão universitária marcará o futuro dos candidatos e o Governo estabeleceu, como habitualmente, medidas para diminuir ao máximo possível o ruído que possa perturbar a realização do exame e evitar que alguns alunos cheguem tarde.