O enviado especial do diário «La Stampa», Domenico Quirico, sequestrado em abril na Síria, foi libertado, anunciaram o Governo italiano e o diário de Turim.

De acordo com a página do «La Stampa» na internet, o jornalista de 62 anos, casado e pai de dois filhos, já chegou a Itália.

À semelhança da ministra dos Negócios Estrangeiros, Emma Bonino, o primeiro-ministro do Governo de coligação, Enrico Letta, transmitiu ao diretor do «La Stampa», Mario Calabresi, a sua grande satisfação. «A esperança nunca se extinguiu e todos os esforços para um desfecho positivo foram coroados de sucesso», disse.

Um outro homem sequestrado na mesma ocasião, o belga Pierre Piccinin, também foi libertado e seguiu no mesmo avião.