Há um novo vídeo do atentado de setembro num centro comercial de Nairobi, no Quénia, mas desta vez os visados não são os atacantes islamistas, mas sim os soldados do exército queniano, que foram filmados a furtar produtos do estabelecimento.

As câmaras de vigilância registam o momento em que uma patrulha começa a roubar, vendo-se os sacos de plásticos recheados com artigos tirados de lojas.

Os militares do Quénia foram filmados nesta situação depois do combate travado com a milícia islamista al-Shabab, que a 21 de setembro tomou de assalto este centro comercial fazendo vários reféns durante dias.

Entre o sequestro e a operação militar para lhe pôr fim morreram 67 pessoas.