O Presidente dos Estados Unidos, Barak Obama, pediu esta quarta-feira que o Congresso aprove urgentemente a lei necessária para a reabertura da administração, depois do acordo que permite subir o teto da dívida pública norte-americana.

Um porta-voz da Casa Branca disse, em conferência de imprensa, que Obama «confia que o Congresso possa firmar uma lei que reabra a administração» e que esta seja produzida «o mais breve possível».

«Esperamos que o Congresso seja capaz de atuar rapidamente, porque estamos no 16.º dia de uma paralisação da administração completamente desnecessária», adiantou.