Uma criança de apenas três anos recebeu cinco novos órgãos, na Flórida, EUA. Os médicos esperam uma total recuperação. Adonis Ortiz nasceu com uma deficiência congénita que impede os intestinos de se manterem dentro da parede abdominal.

A primeira cirurgia foi realizada quando a criança tinha apenas 3 meses. Após vários procedimentos, os médicos concluíram que, para sobreviver, o menino teria que fazer cinco transplantes.

Adonis recebeu um novo fígado, pâncreas, estômago e intestino delgado e grosso. Agora, o prognóstico de recuperação é bom e Adonis já voltou a sorrir.