O Mayor de Toronto volta a ser notícia por um mau motivo. Segunda-feira, durante um concelho municipal, Rob Ford exaltou-se e quase atirou uma vereadora ao chão. Esta só não caiu por que se abraçou a Ford. Após os escândalos em torno do consumo de drogas, os vereadores apresentaram mais propostas para lhe retirarem poderes e o autarca não gostou, escreve o «Huffington Post».

A dada altura, a reunião na câmara de Toronto tornou-se caótica. Não só pelo tema, mas também porque muitos cidadãos que estavam a assistir à sessão, criticaram as atitudes do autarca.

Nas imagens podemos ver Rob Ford de pé a gritar. De repente, começa a correr em direção a alguma coisa ou a alguém e, pelo caminho, leva uma vereadora, Pam McConnell, à frente. Esta só não cai no chão porque se agarra a Ford e, o próprio Ford, acaba por abraçar a vereadora, amparando-a.

A presidente do concelho municipal foi obrigada a interromper a sessão, durante vários minutos, devido aos insultos e ânimos exaltados.

Despromovido de presidente da Câmara

A reunião na autarquia de Toronto, durou várias horas e, no final, Rob Ford acabou «despromovido». Apesar de continuar no cargo de Mayor, a assembleia municipal retirou-lhe todos os poderes executivos. Na prática, passou a ser «vereador».

Recorde-se que na passada sexta-feira, a assembleia municipal da cidade tinha votado a favor da limitação de poderes e reduzido o seu acesso ao orçamento camarário. A medida foi aprovada por uma esmagadora maioria de 39 votos a favor e três contra.

Esta decisão chegou um dia depois das declarações polémicas de Rob Ford. Confrontado com a alegada proposta de sexo oral feita pelo mayor a uma funcionária, Rob Ford «explodiu» e respondeu que «tinha mais do que suficiente para comer em casa e que era bem casado».