Um protesto de professores na terça-feira, no Brasil, contra a reforma do estatuto de carreiras acabou em confrontos com a polícia.Dezassete pessoas foram detidas e há mais de 20 feridos.

O protesto de professores que acabou por ser uma manifestação de milhares pelas ruas do Rio de Janeiro,a maior concentração desde os protestos de junho, com sindicalistas, apoiantes de partidos e mascarados, os «back blocs», como refere a «Folha de São paulo».

Na Câmara Municipal, onde o projeto sobre carreiras e salários estava a ser votado, o ambiente aqueceu. A polícia entrou em ação, com gás lacrimogénio e balas de borracha. Resultado: 17 detidos e pelo menos 20 feridos.

Um homem de 97 anos, músico, Bob Lester, foi o reverso da medalha: não foi detido, mas seguiu para a esquadra para apresentar queixa contra a polícia por ter sido atingido num braço, conta o «Globo».