Uma norte-americana está acusada de matar sete filhos, depois de os dar à luz. Os crimes terão acontecido ao longo de mais de uma década em Salt Lake City, nos Estados Unidos. A mulher foi detida depois de a polícia ter descoberto os restos mortais dos recém-nascidos, em caixas de papelão, na garagem da antiga casa onde a mulher vivia.

De acordo com a Associated Press, Megan Huntsman, de 39, viveu naquela casa, num bairro de classe média, até há três anos. Os bebés terão nascido entre 1996 e 2006.

No último sábado, a polícia foi chamada pelo ex-marido de Megan, que encontrou um dos corpos. Quando a polícia chegou, encontrou mais seis corpos.

Desconhecem-se, para já, os motivos que levaram a mulher a cometer os referidos crimes. Os vizinhos mostram-se chocados e dizem não perceber como os outros filhos da mulher, que ainda vivem na casa, nunca suspeitaram que a mãe sequer estivesse grávida.

A Polícia diz que o marido de Megan, que vivia com ela na casa à altura dos supostos crimes, não está implicado e que não há indicações que ele tivesse qualquer conhecimento do que aconteceu.

Os corpos das crianças foram enviados para o instituto de medicinal legal e irão ser feitos testes de ADN para determinar se os bebés são realmente filhos de Megan e do ex-marido.

A casa é propriedade dos ex-sogros da mulher. A descoberta foi feita quando o ex-marido limpava a casa. Três filhas da mulher, com idades entre os 20 e os 13 anos, ainda vivem na casa.