Um ferry que transportava cerca de 480 passageiros a bordo afundou-se na costa sudoeste da Coreia do Sul. Há já a confirmação de quatro mortos e de 284 desaparecidos, segundo as últimas informações.

Estão no local uma centena de embarcações e 18 helicópteros, a tentar evitar que tome mais proporções aquele que já é visto como o maior acidente na Coreia do Sul em duas décadas.

O acidente, que terá resultado de uma colisão mas em circunstâncias ainda não esclarecidas, aconteceu cerca das 09:00 locais (01:00 em Lisboa) a 20 quilómetros da ilha de Byeongpyung. Entre os passageiros estavam 340 estudantes do secundário, numa viagem escolar à ilha de Jeju.

A Guarda Costeira sul-coreana confirmou desde logo a descoberta dos dois cadáveres - o primeiro de uma mulher de 27 anos membro da tripulação e o segundo, de um homem não identificado com idade estimada entre os 20 e os 30 anos que morreu no hospital depois de ser resgatado. As informações de mais duas mortes surgiram mais tarde.

Quase três horas depois de se ter começado a afundar, a embarcação já estava quase totalmente submersa e rodeada de helicópteros e lanchas de resgate.

(Atualizado às 16h15)