A terra voltou a tremer no extremo norte do Chile, agora num abalo de 7.8 na escala de Richter, 24 horas depois de a mesma zona ter sido atingida por um sismo de 8,2 que causou seis mortes.

Face à eventual ocorrência de um tsunami de menor dimensão foi emitido pelo Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Armada do Chile (Shoa) um novo alerta e milhares de pessoas receberam instruções para se afastarem das zonas costeiras após a réplica, cuja magnitude foi revista em alta de 7,4 para 7,8. O alerta de tsunami já foi entretanto levantado.

O abalo ocorreu às 23:43 locais (02:43 de quinta-feira em Lisboa), 20 quilómetros a sul da cidade de Iquique.