Atualizado às 14:55

Pelo menos sete mortos e mais de 500 casas destruídas pelas chamas. Este é o balanço, ainda provisório, de um grande incêndio na cidade de Valparaíso, no Chile. Autoridades estão a confirmar uma possível oitava vítima mortal.

A Presidente, Michelle Bachelet, decretou na noite de sábado o estado de emergência e zona de catástrofe em Valparaíso, atingido por um grande incêndio, que já destruiu cerca de 500 casas e obrigou à retirada de cinco mil pessoas.

A informação foi revelada pelo ministro do Interior, Rodrigo Peñailillo, no final de uma reunião de um comité de emergência realizada em Santiago, e na qual participaram também o titular da Defesa, Jorge Burgos, e o diretor do serviço nacional de emergência, Ricardo Toro.

Entretanto, o ministro Peñailillo partiu para Valparaíso, a cerca de 120 quilómetros de Santiago, por indicação da Presidente Bachelet «para tomar todas as medidas que sejam necessárias para o controlo do incêndio e da segurança e ordem pública».