Um ativista da Greenpeace instalou-se numa tenda suspensa no segundo andar da Torre Eiffel, em Paris.

Ativista exigia a libertação dos 30 membros da organização detidos na Rússia. Numa faixa podia ler-se «libertem os 30 do ártico».

O homem esteve pendurado durante duas horas, até ser retirado pelos bombeiros.

Um outro membro da organização estava a proteger o ponto de suspensão da tenda vermelha no segundo andar do monumento mais emblemático de paris.

O acesso à torre esteve proibido aos turistas desde o meio da manhã deste sábado.

Um navio da Greenpeace foi apreendido a 19 de setembro por um comando russo, depois de os militantes terem tentado escalar uma plataforma petrolífera. A iniciativa pretendia denunciar riscos ecológicos.

o primeiro-ministro francês deve ir à Rússia na próxima semana e os ativistas da Greenpeace querem que este tema faça parte da agenda.