Seja de que maneira for, não parece fácil redimir todos os atos de que é suspeito. Um dos criminosos mais procurados do mundo, que foi finalmente preso, e que é conhecido pelos requintes de violência que infligia às suas vítimas.

Chama-se Miguel Treviño, era o líder do famoso cartel de droga «Os Zetas», o segundo grupo criminoso mais importante e perigoso do México, responsável por massacres, torturas e um número sem fim de outros crimes.

A CNN, estação com quem a TVI mantém uma parceria, ouviu especialistas mexicanos e norte-americanos que descrevem Treviño como um sádico que utilizava técnicas sórdidas de recrutamento e de vingança para impor o medo.