Centenas de crianças infetadas com uma estripe rara de um enterovírus foram admitidas nos serviços de urgência norte-americanos durante as últimas semanas, apresentando dificuldades respiratórias e, em certos casos, cansaço muscular. Estes casos estão a suscitar grande preocupação junto das entidades de saúde norte-americanas. 

Esta quarta-feira, uma criança infetada com um enterovirus D68 morreu em Rhode Island, confirmou o departamento de Saúde.

«Estamos de coração partido com a morte de uma das crianças de Rhode Island», afirmou Michael Fine, diretor do departamento de Saúde de Rhode Island num comunicado divulgado pela imprensa local.

Os Centros para o controlo e prevenção de doenças (CDC) identificaram entre meados de agosto e 30 de setembro em 41 Estados norte-americanos, incluindo na capital federal Washington, 472 casos de infeções respiratórias causadas pelo enterovírus EV-D68, identificado pela primeira vez em 1962 na Califórnia. A incidência deste enterovírus, que se encontra no sistema digestivo, é bastante rara.