A União Europeia manifestou-se hoje “extremamente preocupada” com o desaparecimento de cinco livreiros de Hong Kong, alguns há vários meses, e pediu às autoridades da China, Tailândia e Hong Kong que esclareçam o assunto.

Dois dos desaparecidos são cidadãos europeus (Gui Minhai tem passaporte sueco e Lee Bo é britânico), recordou esta sexta-feira a UE, em comunicado divulgado pelo seu porta-voz de negócios estrangeiros.

Gui desapareceu na Tailândia em meados de outubro e desde então desapareceram os outros quatro livreiros, incluindo Lee Bo, o caso mais recente, em dezembro.