Todos os lotes de leite em pó da Fonterra suspeitos de estarem contaminados por uma bactéria potencialmente mortal foram retirados do mercado, indicou hoje o presidente da empresa de laticínios neozelandesa.

«Todos os lotes foram recuperados, tudo foi retirado de venda. A mercadoria está nos armazéns e não há praticamente risco para os consumidores», disse Theo Spierings à imprensa.

A empresa neozelandesa, um dos principais exportadores de produtos lácteos do mundo, pediu desculpas na segunda-feira na China, o seu principal mercado, pela contaminação de alguns dos seus produtos depois de detetada uma bactéria que pode provocar botulismo.